06/09/2017

"Parece, mas não é"




Por Pastor e Teólogo Ariovaldo Ramos

Há textos estranhos nas escrituras sagradas.
Que pairam sobre nós, qual espada de Dâmocles, como um desafio e uma advertência.
Conclamam-nos à sabedoria e à admissão de nossa incompetência como juízes.
Os textos abaixo, por exemplo, poderiam ser classificados de: parece, mas não é!

1Co 3.15 “Se a obra de alguém se queimar, sofrerá ele prejuízo; mas o tal será salvo, todavia, como que pelo fogo.”

18/08/2017

Os Metodistas!



    Por Fabio Alves

Pense numa nação onde a crise social esta em cada esquina. Uma nação sem saúde pública, sem educação pública com trabalhadores que fazem jornadas de até 16 e 12 horas por dia sem nenhuma garantia.  Pense em crianças que estão pelas ruas abandonadas. Pense num número grande de viciados em bebidas alcoólicas, violência contra mulheres e crianças. Pense em governantes corruptos que legislam em causa própria e em favor de uma elite social corporativa e extremamente insensível que acumula fortunas com práticas sociais aviltantes e inescrupulosas. Os mesmos que facultam o poder sobre os meios de produção e sobre seres humanos privando todos os cidadãos dos meios de subsistência. Pense numa imprensa manipuladora e numa igreja e lideres religiosos que acham que os menos afortunados estão nesta condição porque Deus os abandonou ou por conta de seus pecados. Pense que tal raciocínio para nosso espanto não parte do povo, mas do púlpito.

01/07/2017

Andando com Deus



Por Reverendo George Whitefield

Gn 5.24 “E andou Enoque com Deus e já não era; pois Deus o tomou para si”.

São várias as desculpas e razões nas quais os homens de mente depravada amiúde insistem para não prestarem obediência aos justos e santos mandamentos de Deus. Porém, talvez uma das objeções mais frequentes que fazem é esta, que os mandamentos de nosso Deus não são praticáveis porque são contrários à carne e ao sangue; por conseguinte, ele é um Deus severo, “ceifando onde não semeou e ajuntando onde não espalhou”. Descobrimos que esses eram os sentimentos nutridos por aquele mau e negligente servo mencionado no capítulo 25 do Evangelho de S. Mateus, e sem dúvida é o mesmo sentimento cultivado pela geração má e adúltera de hoje. O Espírito Santo, já prevendo isso, teve o cuidado de inspirar homens santos da Antiguidade, para que registrassem exemplos de muitos homens e mulheres santos, os quais, mesmo debaixo da dispensação do Antigo Testamento, foram capazes de alegremente tomar sobre si o jugo de Cristo, e de considerar o serviço dele como perfeita liberdade.

02/06/2017

Causas da Ineficiência do Cristianismo




Por Reverendo John Wesley


Dublin, 02 de Julho de 1789.
"Acaso não há bálsamo em Gileard, não há médicos? Por que, então, a saúde da filha de meu povo não foi curada?".
(Jer. 8:22)

1. Essa questão, como aqui proposta pelo Profeta, relaciona-se apenas a um povo particular – os filhos de Israel. Mas eu poderia aqui considerar isso, em um sentido geral, com relação a toda a humanidade. Eu poderia seriamente inquirir, Por que o Cristianismo tem feito tão pouco bem, no mundo? Ele não é o bálsamo, os meios exteriores, que os grandes médicos têm dado aos homens, para restaurar a saúde espiritual deles?  Por que, então, ela não é restaurada? Você diz, Por causa da corrupção profunda e universal da natureza humana. A maioria verdade, mas aqui a mesma dificuldade. Não foi pretendido, por nosso Onisciente e Poderoso Criador ser o remédio para a corrupção? O remédio universal, para o mal universal? Mas ela não respondeu a essa intenção nunca, e não responde a ela, até hoje. O mal ainda permanece, em toda a sua força. Maldade de todo o tipo; vícios, interiores e exteriores, em todas as suas formas, ainda se espalham na face da terra. 

05/05/2017

Êxodo



Por Fabio Alves


Pois agora o clamor dos israelitas chegou a mim, e tenho visto como os egípcios os oprimem.
Vá, pois, agora; eu o envio ao faraó para tirar do Egito o meu povo, os israelitas. Êxodo 3:9,10

Os Egípcios e seus imperadores fizeram o povo hebreu gemer de tal forma que seu clamor chegou ao Senhor, que envia Moises para libertar o povo de terrível jugo.
 Depois da retomada do Egito e expulsão dos Hicsos, o movimento de expansão do império chegou a dominar das fronteiras Etíope até o Eufrates.

03/04/2017

Perfeição cristã





Por Fabio Alves

Quando abraão era de noventa e nove anos de idade, apareceu-lhe Jeová e disse: Eu Sou Deus todo Poderoso; anda diante de mim e sê Perfeito. Gn 17;1

Quando pensamos na doutrina da perfeição cristã não podemos desassociá-la do Antigo Testamento, pois, muitos dos conceitos do cristianismo primitivo nascem em primeiro lugar em Israel, dentro da cultura judaica. A doutrina da perfeição cristã é uma delas.

Segundo nos informa William M. Greathouse uma leitura mas apurada do Antigo Testamento nos levaria a uma compreensão de perfeição espiritual que seria melhor entendida como isenção de culpa perante Deus e retidão de coração e de vida. É este o conceito que é a raiz do ensino de perfeição cristã no Novo Testamento e na tradição Wesleyana.

07/03/2017

O céu não é a questão


Por Nicholas Thomas Wright
 ( Pastor Anglicano e prof. de Novo Testamento e cristianismo primitivo na Universidade de St. Andrews) 


Não há acordo na Igreja hoje em dia sobre o que acontece com as pessoas quando morrem, embora o Novo Testamento seja claro sobre o assunto. Paulo fala da “redenção do nosso corpo” em Romanos 8.23. Não há espaço para dúvidas sobre o que ele quer dizer: ao povo de Deus é prometido um novo tipo de existência corporal, a completude e redenção da nossa vida corporal presente. O resto dos primeiros escritos cristãos, onde este assunto é abordado, estão em completa sintonia com istoO quadro tradicional de pessoas que vão para o céu ou para o inferno como uma jornada pós-morte, com um estágio de duração, representa uma séria distorção e diminuição da esperança cristã. 

22/02/2017

Fé Evangélica





Por Fabio Alves

Uma cosmovisão dogmática parte necessariamente de uma atitude de fé. A modernidade trouxe para nós uma visão dentro do campo das ciências humanas e exatas em que o pensamento e ação humana devem ser tratados dentro da dimensão científica e filosófica e que por fim, tudo deve ser submetido à razão científica. Esta lógica parte da idéia da auto-suficiência do homem e que tudo é previsível conforme se desenvolve a ciência. Freitas fala o seguinte sobre este tema:

“Essa presença firme da lógica científica na ação educativa e em todos os domínios da vida social caracteriza a modernidade como um período da história da humanidade marcada pela confiança e pela fé sem limites na razão.” (FREITAS, 2010) 

A fé como podemos ver não faz só parte do campo das religiões, mas também do campo da ciência, porém na modernidade ela ganha novos aspectos que estão sendo desenvolvidos no tempo que estamos vivendo.
A fé científica é diferente da fé do teísmo  Cristão ou da fé comum que podemos observar no conjunto das sociedades e também no conjunto das religiões. Porém, a mesma não deixa de ser dogmática e trazer elementos de convicção, certeza, e confiança naquilo em que ela acredita.

10/01/2017

No caminho de Damasco!




Por Fabio Alves



Saulo, porém, respirando ainda ameaças e mortes contra os discípulos do Senhor, dirigiu-se ao sumo sacerdote, e pediu-lhe cartas para Damasco, para as sinagogas, a fim de que, caso encontrasse alguns do Caminho, quer homens quer mulheres, os conduzisse presos a Jerusalém.
Mas, seguindo ele viagem e aproximando-se de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu; e, caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?
Ele perguntou: Quem és tu, Senhor? Respondeu o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues; mas levanta-te e entra na cidade, e lá te será dito o que te cumpre fazer. Atos (9 . 1-6).

É graças ao encontro de Paulo com o Senhor Jesus no caminho de Damasco que este fariseu zeloso de sua doutrina e prática religiosa tem a sua vida transformada. A partir deste momento, nem ele nem o grupo judaico conhecido como "O caminho" seria mais o mesmo e estava começando uma jornada que chegaria aos nossos dias. Esse encontro é muito importante, pois depois dele, a história deste até então temido fariseu não seria mas a mesma. 

31/12/2016

O Espírito Santo e os Carismas



Por Rev. Eduardo Conde Almeida - Igreja Metodista do Brasil

O modelo da Igreja ou comunidade cristã que a Bíblia nos apresenta é o de uma Igreja ou comunidade carismática. No contexto bíblico, o que significa ser Igreja, comunidade de fé, carismática? Em primeiro lugar há que definir claramente o significado desta palavra, que no nosso contexto atual, vem sendo objeto de desvalorização e deturpação.
Uma Igreja carismática, é uma Igreja viva que enfatiza e acolhe os dons da graça como uma dádiva divina, que ao serviço da Igreja a fortalece e a edifica. Carisma é a palavra grega que significa dom da graça, fruto de um amor espontâneo, gracioso de Deus, pelo que a palavra carismático enfatiza aquele ou aqueles que vivem a manifestação dos dons pelo poder do Espírito.

06/11/2016

Anás interroga a Jesus.



Por Pastor e Teólogo Ariovaldo Ramos


Enquanto isso, o sumo sacerdote interrogou Jesus acerca dos seus discípulos e dos seus ensinamentos.
Respondeu-lhe Jesus: "Eu falei abertamente ao mundo; sempre ensinei nas sinagogas e no templo, onde todos os judeus se reúnem. Nada disse em segredo.
Por que me interrogas? Pergunta aos que me ouviram. Certamente eles sabem o que eu disse".
Quando Jesus disse isso, um dos guardas que estava perto bateu-lhe no rosto. "Isso é jeito de responder ao sumo sacerdote? ", perguntou ele.
Respondeu Jesus: "Se eu disse algo de mal, denuncie o mal. Mas se falei a verdade, por que me bateu? "
Então, Anás enviou Jesus, de mãos amarradas, a Caifás, o sumo sacerdote.
João 18: 19-24 NVI

10/10/2016

A geografia dos grupos sociais.



Por Fabio Alves.  ( Resenha do livro Usos e costumes dos tempos Bíblicos)

A palestina do tempo de Jesus está sob o domínio de Roma. O imperialismo romano contem as mesmas marcas do imperialismo atual: metrópole rica e subúrbios pobres. É neste contexto e nesta realidade que estava vivendo o povo de Israel. Se por um lado o jugo romano trouxe “paz”, por outro, os impostos eram altos e a qualidade de vida baixa. O que fazia com que a população gemesse e orasse por uma solução vinda da parte de Deus.
Neste período histórico é que se dá  a manifestação de Jesus, o Senhor dos senhores, o Ungido de Deus, que em seu tempo encontra diversos grupos sociais que são também partidos, denominações religiosas. São esses grupos sociais: